Skip links

Governo de Minas Gerais recebe a delegação da Polônia para definir projetos de cooperação urbana entre as regiões

Em virtude do acordo entre regiões do Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC), lançado pela União Europeia, de 24 a 28 de junho, aconteceu a segunda missão, reunindo representantes de Silésia, Polônia, e do Governo de Minas Gerais.

O segundo encontro explorou os possíveis projetos entre as duas regiões, identificando quais serão os detalhes de cooperação e de interesse comum dos dois países.

Representado por Maria Barbosa, Luisa Rates e Juliano Pinto, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico; Marina Brini, da FAPEMIG; Gustavo Roque, gerente de Gestão e Inovação da Ferrous; e Fábio Lacerda, da FUMSOFT, o estado de Minas Gerais estará mais próximo de trazer para a população novas tecnologias e aplicabilidade na sociedade, técnicas inovadoras, eficientes e sustentáveis ​​de extração de minérios, agregando mais valor às matérias-primas.

Com uma agenda intensa de reuniões, a delegação polaca composta por Wojciech Kaluza, vice marechal da região da Silésia; Barbara Szafir, vice-diretora do Departamento de Desenvolvimento Regional; e Jan Bondaruk, vice-diretor de Engenharia Ambiental do Instituto Central de Mineração da Silésia, Joanna Zebala del instituto JSW Innovation; Janusz Michalek presidente de Katowice Special Economic Zone; iniciaram as atividades a fim de desenvolver projetos em comum para a sua grande área industrial, bem como promover a internacionalização e promoção das PMEs, de ambas as regiões, como fontes de inovação e geração de talentos.

O secretário-geral do governo regional de Minas Gerais,Vitor Mendoça, troca impressões com o vice-marechal do governo regional da Silésia, Wojciech Kałuża.

Dia 24 de junho – agenda

No dia 24 de junho, a primeira jornada da Missão de Pareamento da IASO-LAC da região de Silésia começou sua visita a Minas Gerais conhecendo os geradores de conhecimento, a Academia de P&D.

Os representantes da Silésia foram conduzidos por suas contrapartes brasileiras para conhecer o potencial do conhecimento na região. O dia começou com uma visita à Agência Estadual de Pesquisa e Desenvolvimento de Minas Gerais – FAPEMIG, onde seu presidente e vários colaboradores apresentaram suas atividades.

Em seguida, foi visitada a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais EPAMIG, onde foram discutidas diversas iniciativas concretas de colaboração em potencial na área de tecnologias ambientais.

A outra instituição visitada foi o Centro de Eletrônica e Microtecnologia CSEM, onde a delegação teve a oportunidade de conhecer, em primeira mão, o desenvolvimento de alta tecnologia na área de energia renovável.

Também foi visitado o Centro de Nanotecnologia CTNANO, uma iniciativa derivada da universidade, mas dedicada à criação e transferência de tecnologia para empresas industriais apoiadas pela nanotecnologia.

Na sequência, ocorreu uma reunião na Faculdade de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG.  Lá, o reitor para assuntos internacionais e pesquisadores selecionados apresentaram sua disposição e oportunidade real para melhorar as colaborações internacionais.

Delegados da Polônia e Brasil na  Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais – EPAMIG

Dia 25 de junho – agenda

No dia 25 de junho, a segunda jornada da Missão de Pareamento da IASO-LAC da região de Silésia foi centrada no empreendedorismo e na inovação, com algum destaque especial nas ciências da vida.

A delegação polonesa foi convidada para conhecer a iniciativa da Biotechtown em Nova Lima. É um centro integrado que fornece o ambiente e os recursos necessários para desenvolver produtos e soluções inovadoras em biotecnologia e ciências da vida, como estruturas de laboratório e produção, mas também um espaço que promove conexões para impulsionar startups e empresas de todos os portes. O governo regional de Minas Gerais destacou a importância de tal iniciativa em sua estratégia de desenvolvimento econômico regional. Várias empresas e empresas start-ups estabelecidas na Biotechtown apresentaram seus desempenhos e necessidades, de modo que um interessante intercâmbio de visões e oportunidades de colaboração foi realizado com a delegação da Silésia.

Apresentação das atividades do BiotechTown em Nova Lima

Dia 26 de junho – agenda

Em 26 de junho, no marco da missão de pareamento da IUC-LAC, em Minas Gerais, o governo regional fez uma recepção formal aos delegados da Silésia, liderados pelo vice-marechal Wojciech Kałuża.

A delegação foi recebida pelo subsecretário Juliano Pinto, que destacou a grande oportunidade que esta missão representa para contribuir com o desenvolvimento econômico da região de Minas Gerais. O vice-marechal do governo regional da Silésia expressou sua gratidão pela calorosa recepção que tiveram no Brasil e, também, apontou que a oportunidade era recíproca. Ambos os líderes se comprometeram a continuar trabalhando avidamente para definir os projetos de cooperação e depois executá-los.

Já a terceira jornada da Missão de Parceria IUC-LAC da região de Silésia, em Minas Gerais, foi quase inteiramente dedicada a apresentar as principais iniciativas que o governo regional está desenvolvendo para promover a atividade econômica da região. Primeiro, os objetivos gerais do governo são delineados, com a ideia central de ser um governo eficiente e inovador que fomente o protagonista tecnológico e econômico.

Durante duas longas sessões, pela manhã e à tarde, foram apresentadas e discutidas várias iniciativas no campo da política econômica de quadros, o plano econômico regional, gestão da promoção industrial, inovação e P & D, promoção do empreendedorismo em diferentes níveis, ações de mineração e energia, ações governamentais internas, entre outras.

Dia 27 de junho – agenda

No dia 27 de junho, delegados brasileiros e poloneses visitaram as instalações centrais da mineradora brasileira VALE, uma das cinco maiores do mundo. O encontro começou com uma apresentação com o apoio da tecnologia de visão 3D da atividade da VALE em todo o estado de Minas Gerais, com mais de 20 minas.

A atividade é executada não apenas em minas ativas, mas também em minas abandonadas. O centro de monitoramento em tempo real das barragens de mineração também foi mostrado aos delegados, com uma apresentação muito detalhada de seus desempenhos. Finalmente, a manhã terminou com uma visita a uma antiga mina de ferro que sofreu um intenso processo de recuperação.

A segunda parte da quarta jornada foi dedicada a conhecer o projeto MiningHub em Belo Horizonte, uma iniciativa inédita deste tipo no mundo. O Centro de Mineração foi criado para ser um canal direto de inovação aberta, tendências da indústria e relações entre empresas de mineração, fornecedores e iniciativas baseadas em tecnologia.

A dinâmica do centro foi apresentada, bem como iniciativas bem-sucedidas de start-ups foram discutidas. Os responsáveis ​​mineiros também mostraram as capacidades da região em P&D de mineração e inovação apoiadas pelos diversos centros especializados em mineração.

Foi realizado, inclusive, um ato formal de entrega dos 100 desafios da mineração identificados em Minas Gerais aos representantes da Silésia. Os delegados da Silésia apresentaram também as suas capacidades nesta matéria, a fim de identificar iniciativas de colaboração. O tema da revitalização e recuperação de áreas degradadas e da conservação do patrimônio industrial também foi mostrado pela delegação polonesa e discutido com seus congêneres brasileiros, com grande interesse de ambos.

Visita às instalações centrais da empresa  de mineração VALE

Dia 28 de junho – agenda final

No o último dia do contra-ataque da missão do IUC-LAC entre a Silésia e a região de Minas Gerais, em 28 de junho, os delegados poloneses e um importante grupo de delegados brasileiros arregaçaram as mangas para trabalharem na definição do plano conjunto de colaboração.

A delegação brasileira incluiu um número importante de pessoas chave de muitas das organizações visitadas durante a missão. Uma metodologia participativa foi seguida com o objetivo de dar forma a um plano que pudesse servir como roteiro para abordar as ações de colaboração identificadas. O grupo também trabalhou no sentido de acordar prioridades precisas de colaboração que serão detalhadas no Memorando de Entendimento a ser assinado no futuro como um resultado tangível do projecto.


Sobre IUC

O Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC) tem como objetivo apoiar cidades em diferentes regiões do mundo para conectar e compartilhar soluções para problemas comuns em relação ao desenvolvimento urbano sustentável e da luta contra as Mudanças Climáticas. A iniciativa comunitária está baseada em três áreas principais: a cooperação entre cidades que proporcionará uma plataforma para o intercâmbio de conhecimentos e melhores práticas em desenvolvimento urbano; o estabelecimento de uma aliança global de prefeitos para o Clima e a Energia; e, para a América Latina, um programa de intercâmbio entre regiões para estimular o desenvolvimento econômico por meio inovação, competitividade e especialização inteligente.

Para a região da América Latina e Caribe, o IUC-LAC, o programa, com três anos de duração, tem previsto um orçamento de aproximadamente 5 milhões de euros e prevê a participação de 20 cidades da Argentina, Brasil, Colômbia, Chile e Peru, para colaborações com seus homólogos europeus. O Pacto Global dos Prefeitos para o Clima e Energia será estabelecido em 20 países da região.

 

 

 

Return to top of page