Skip links

Educação Ambiental e Projeto Barco Escola são os destaques da visita de São Leopoldo a Viana do Castelo

O Programa de Cooperação Internacional entre Cidades da União Europeia e da América Latina e Caribe (IUC-LAC) organizou, entre os dias 10 e 13 de setembro, a visita de representantes técnicos de São Leopoldo, Brasil, à cidade de Viana do Castelo, em Portugal. Esta é a segunda visita de cooperação entre as cidades, sendo que a primeira aconteceu entre os dias 24 e 29 de junho, em que São Leopoldo recebeu Viana do Castelo.

A visita teve como foco a elaboração de Plano de Ação para cooperação nos temas prioritários: áreas verdes, gestão de resíduos e da água, energia limpa e eficiência energética.  Dentre os temas, estão sendo construídas ações de intercâmbio para projetos de educação ambiental, mudanças do clima e planejamento ambiental.

As cidades acordaram buscar recursos para implementar ações como: o Projeto Barco Escola, que pretende construir um centro de ensino e pesquisa que funcionará em um barco em cada uma das cidades; o Projeto Fotográfico Escolar de Biodiversidade que será realizado por estudantes de São Leopoldo e Viana do Castelo e acontecerá simultaneamente entre as duas cidades. Ao final da exposição, haverá a realização de uma videoconferência entre os estudantes sobre a biodiversidade das duas áreas.

Para Daniel Sauer, chefe do Parque Imperatriz Leopoldina, “a experiência já vivida por São Leopoldo de ter um Barco Escola serviu de inspiração para o projeto atual para ambas as cidades que, com as suas especificidades, tem a possibilidade de desenvolver um amplo e eficiente trabalho proporcionando mais valia ao trabalho já realizado no Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) de Viana do Castelo e na Casa Roeesler em São Leopoldo (abriga o Museu do Rio dos Sinos, o Centro Permanente de Educação Ambiental (CEPEA), o herbário do Jardim Botânico de São Leopoldo, o Memorial dos Ambientalistas e as salas de Monitoramento e Pesquisa, onde ficará o píer para o Barco Escola de Cultura Ecológica)”.

Para Darci Zanini, secretário municipal de Meio Ambiente, “esse é um projeto audacioso, mas de custo baixo com grande resultado. O investimento tem retorno rápido e, ao mesmo tempo, grande visibilidade e grande resultado. Uma das estratégias para a manutenção desse barco depois e para que o projeto de certo é a cooperação permanente entre as cidades com os resultados alcançados por esse barco”.

A realização de um Plano Ambiental para Viana do Castelo inspirado no Plano Ambiental de São Leopoldo também está prevista, bem como elaboração de um Programa de Adaptação às Alterações Climáticas para a cidade brasileira inspirado no Programa da cidade lusitana e de um Programa de Sinergia Empresarial. As delegações tiveram um encontro com os técnicos da empresa leopoldense Higra, Inovação e Sustentabilidade, especializada em bomba hidráulica, sistemas hidráulicos, sistemas de hidro energia juntamente com o técnico e gestor de saneamento básico da região do Porto, engenheiro José Garcez, que é também Diretor dos Serviços de Água de Viana do Castelo. A agenda inclui visitas a consórcios públicos de saneamento e a empresas fabricantes de bombas.

Os resultados alcançados serão apresentados pelos prefeitos Ary Vanazzi (São Leopoldo) e José da Costa (Viana do Castelo) na Semana de Regiões e Cidades da União Europeia que acontecerá em Bruxelas no dia 11 de outubro.

 

 

 

Return to top of page