Skip links

Delegação do País Vasco visita Bío-Bío para intercâmbio de conhecimentos em inovação e tecnologia sustentável no âmbito do programa da União Europeia

Uma delegação do País Vasco da Espanha começou na segunda-feira, 23 de setembro, uma visita de 5 dias a região de Bío-Bío no âmbito do programa Internacional de Cooperação Urbana na América Latina e o Caribe (IUC-LAC) da União Europeia, destinado a estimular a inovação, melhorar a sustentabilidade, trocar tecnologias e melhores práticas entre ambas regiões.

 

Como as iniciativas realizadas em Bío-Bío podem ajudar a melhorar a sustentabilidade, a inovação e a economia circular no País Vasco na Espanha, e vice-versa? Como a experiência vasca pode impulsionar as iniciativas destas mesmas áreas em Bío-Bío?

Estas são as respostas que se pretende encontrar uma delegação do País Vasco que, desde segunda-feira, se encontra na região de Bío-Bío retribuindo a visita já realizada pela delegação chilena a Espanha no mês de maio. As visitas entre as duas regiões fazem parte do Programa Internacional de Cooperação Urbana na América Latina e o Caribe (IUC-LAC) da União Europeia, cujo objetivo é apoiar cidades regiões a inovar, selecionar prioridades para o desenvolvimento econômico e compartilhar soluções sobre desenvolvimento urbano sustentável.

A delegação vasca – composta por Rafael Hueso, representante do governo vasco, Aitor Cobanera, da Agencia Vasca de Desenvolvimento Empresarial, Iñigo Ochandiano, da Agencia Vasca de Internacionalização e Fernando Espiga, da corporação tecnológica Tecnalia – foi recebida na segunda-feira pelo o prefeito de Bío-Bío Sergio Giacamán e pela presidente do Conselho Regional, Flor Isabel Weisse Novoa.

De lá, passaram a visitar a empresa do setor pesqueiro Blumar, Das8, especializada em economia circular, e a organização público-privada Desarrolla Bío Bío.

Depois das visitas, foram estabelecidas quatro áreas de cooperação: inovação, empreendimento, ciência, tecnologia e agroindústria, que compartilham o interesse e concentram as atividades produtivas de ambas as regiões.

A delegação vasca também visitou o teatro Concepción, onde foram exploradas oportunidades de colaboração entre as duas regiões no âmbito cultural e na economia de indústrias criativas, tomando como exemplo o caso de sucesso internacional do museu Guggenheim em Bilbao e a oportunidade de reconversão urbana que existe na região de Bío-Bío.

Além das visitas a várias vinícolas, a delegação vasca pôde aprender sobre inovação na região Centro de Biomateriais e Nanotecnologia da Universidade do Bío-Bío, em especial no setor de madeiras e nas linhas de pesquisa da Unidade de Desenvolvimento Tecnológico de Bioeconomia na Universidade de Concepción.

As autoridades locais que participaram da visita foram o empresário regional, especialista em inovação e Conselheiro da Associação de Empreendedores do Chile, Iván Andrés Fierro Soto, a Diretora Regional da Corporación de Fomento, CORFO, e a Presidente do Biobio Regional Council, Flor Isabel Weisse Novoa.

Entre os temas de interesse comum, cabe destacar os destinados a impulsionar a pesquisa e a inovação aplicada, a indústria manufatureira 4.0, desenvolvimento urbano, setor agroalimentício, turismo, centros de tecnologia e especialização inteligente (RIS3), tecnologia, o desenvolvimento da indústria 4.0, a competitividade, a sustentabilidade do setor alimentício e o desenvolvimento sustentável do meio rural, do setor madeireiro, alianças público-privadas, colaborações com universidades e desenvolvimento de de parques e cluster tecnológicos.

O balanço que fazemos da nossa visita de uma semana, em missão a esta região chilena, é altamente positiva. Descobrimos as potencialidades de uma região como a de Bío-Bío que não conhecíamos e o encontro nos permitiu identificar certos pontos em comum e que serão objeto de cooperação no futuro”, ressaltou no sábado, Rafael Hueso, representante do governo vasco.“Estamos satisfeitos com o trabalho realizado com nossos anfitriões, agradecidos ao governo regional de Bío-Bío. Entramos em contato com muitas pessoas interessantes de diferentes setores. E no final da semana já temos a convicção de que existem alguns eixos em que podemos trabalhar juntos”, afirmou.

“Um dos eixos de nossa gestão é posicionar a região Bío-Bío no concerto internacional. Portanto, o convite do Programa Internacional de Cooperação Urbana da União Europeia e do País Vasco para participar de atividades relacionadas à inovação é uma grande oportunidade”, afirmou o prefeito de Bío- Bío, Sergio Giacaman. “Agradecer pela oportunidade de fortalecer o relacionamento entre o País Vasco e a região da Bío-Bío, temos muitas semelhanças entre nós. Nossa expectativa nesta cooperação é trocar boas práticas, fortalecer a relação e poder gerar oportunidades benéficas, poder construir um vínculo de largo prazo e que seja benéfico para ambas regiões, aos seus cidadãos, empresários e empreendedores”, afirmou o prefeito sobre a visita.

Este constitui um dos cinco intercâmbios realizados entre cidades e regiões chilenas com contrapartes europeias acontecendo em 2019, como Berlin-Neukoelln (Alemania) -San Pedro de la Paz, Chiguayante-Kavala (Grecia), Tarapacá-Asturias, e O’Higgins- Molise.

 

Sobre o IUC-LAC (América Latina e o Caribe)

O Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC) apoia cidades em distintas regiões do globo a se conectarem e compartilharem soluções para problemas comuns no desenvolvimento urbano sustentável no âmbito da Nova Agenda Urbana e na luta contra as Mudanças Climáticas. O capítulo para América Latina e o Caribe do programa do IUC Global é responsável pela a implementação do Pacto Global de Prefeitos pelo o Clima e a Energia na região.

Return to top of page