Skip links

Cooperação Internacional do programa IUC-LAC leva Paraná (BR) e Valência (ES) a assinarem importante acordo de cooperação técnica para o desenvolvimento econômico, com ênfase em tecnologia

Dando sequência ao Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC) da União Europeia, representantes de instituições e do governo do Paraná receberam nesta semana uma delegação de Valência (Espanha) para fortalecer as trocas de informações e soluções, e avançar no plano de cooperação entre as regiões.

No âmbito da cooperação entre regiões do Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC), lançado pela União Europeia, representantes Valência, na Espanha, foram em Curitiba para retribuir a visita dos paranaenses, realizada em novembro de 2018, e avançar no planejamento e ações do programa de cooperação urbana e regional sustentável.

Representando a região espanhola estavam presentes Roberto Parras Cortés e Roberto Algarra Alberto, do Instituto Valenciano de Competitividade Empresarial (IVACE); Daniel Saez Domingo, do Instituto Tecnológico de Informática de Valência; Juan Antonio Raga Esteve, do Parque Científico da Universidade de Valência, e Borja Vivanco Diaz, da Infyde, consultoria espanhola especializada em políticas de competitividade e desenvolvimento.

 

A programação, que começou na segunda-feira (13), incluiu a assinatura do termo de cooperação técnica entre a Assespro (Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação) e o IVACE (Instituto Valenciano de Competitividade Empresarial), conduzida por Valdemar Jorge, Secretário de Planejamento do Estado do Paraná e Eduardo Bekin, da Agência Paraná de Desenvolvimento, além da visita à CS Bio Energia, a Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) e ao Centro de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal do Paraná.

“O evento foi muito importante para começar a ativar elementos de cooperação entre Valência e Paraná. A assinatura do termo também marca uma aproximação ainda maior entre a Agência Paraná de Desenvolvimento e o Instituto Valenciano de Competitividade Empresarial, que é homólogo da APD em Valência, um dos grandes operadores da convergência entre desenvolvimento econômico e tecnológico dentro do território, e será um hub para entrada do Paraná no ambiente europeu”, comentou Izoulet Cortes Filho, diretor da Assespro Paraná.

Ao longo da semana, os espanhóis tiveram a oportunidade de conhecer e acompanhar alguns projetos paranaenses relacionados a TICs e telecomunicações, cidades inteligentes e sustentáveis, além de visitar o Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná) e o Parque Tecnológico de Itaipú, onde  foi possível vislumbrar iniciativas de inovação e de desenvolvimento tecnológico, como o projeto hidrogênio e a unidade de demonstração biogás.

“Para que tenhamos a inovação, precisamos um pouco de ambos os mercados, e é isso que estamos realizando nesta cooperação do Paraná com Valência. E é uma maneira de consolidar o desejo e o mote do governador “Paraná Inovador”, trazendo desenvolvimento econômico e tecnológico do Estado e gerando mais empregos qualificados e renda”, completado Izoulet.

 

O acordo assinado em Curitiba, entre a Assespro (Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação) e o IVACE (Instituto Valenciano de Competitividade Empresarial) é um exemplo do sucesso do intercâmbio, que viabilizará o desenvolvimento de ambas regiões por meio da inovação e tecnologia.

Com o acordo, será viabilizado um bolsista da União Europeia para o Paraná, que trabalhará como intermediário da implantação do projeto e auxiliará nas conexões com comunidade de Valencia, executando ações que garantam o desenvolvimento tecnológico do Estado. Além disso, o projeto utilizará a metodologia RIS3 – Estratégias de Pesquisa e Inovação para a Especialização Inteligente – para promover mudanças estruturais nas economias regionais, inspirado no que já é utilizado nas políticas de desenvolvimento regional da Europa.O intercâmbio, além de se tornar uma forte conexão entre Brasil e Espanha, com apoio da União Européia, permitirá o avanço econômico em temas como tecnologia da informação, contribuindo também para a transformação digital, a indústria agroalimentar, a estruturação das cidades inteligentes e o intercâmbio universitário.

 

Sobre o IUC

O Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC) visa apoiar as cidades em diferentes regiões do globo para conectar e compartilhar soluções para problemas comuns no desenvolvimento urbano sustentável, no contexto da Nova Agenda Urbana e da luta contra as Mudanças Climáticas. A iniciativa gira em torno de três áreas principais: cooperação entre cidades que proporcionará uma plataforma para o intercâmbio de conhecimento e melhores práticas, questões específicas de desenvolvimento urbano, o estabelecimento do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia, e para a América Latina, um programa de intercâmbio entre regiões para estimular o desenvolvimento econômico regional através da inovação, competitividade e especialização inteligente.

Sobre o IUC-LAC (América Latina e Caribe)

Este é o capítulo para a América Latina e Caribe do programa IUC Global. Com um orçamento de mais de 5 milhões de euros e três anos de duração, foram escolhidas 20 cidades da Argentina, Brasil, Colômbia, Chile e Peru; e 20 regiões da Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, México e Peru para colaborações com suas contrapartes europeias. O Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia é estabelecido em 20 países da região.

 

Return to top of page