Skip links

Celebração do Dia Mundial de Cidades tem resiliência como foco

Nesta quarta-feira, 31 de outubro, é celebrado o Dia Mundial das Cidades, um dia que visa promover a cooperação entre cidades do mundo para alcançar o desenvolvimento urbano sustentável e expor a necessidade de estar preparado para os desafios impostos pela superlotação nas cidades.

Neste ano, o Dia Mundial das Cidades (#WorldCitiesDay) tem o foco voltado para a construção de cidades sustentáveis e resilientes. Dados preocupantes como o que indica que para o ano de 2050, 70% da população viverá nas cidades, ou que para 2030 o consumo de água crescerá entre 40% e 50%, fazem pensar na importância da resiliência das cidades e na necessidade de aumentar a capacidade dos territórios para neutralizar as ameaças por eles sofridas.

Para trabalhar pelo desenvolvimento urbano sustentável das cidades, o Programa Urbano de Cooperação Internacional (IUC) da União Europeia se conecta a cidades em diferentes regiões do globo para compartilhar suas experiências e soluções para problemas comuns. Intercambiando conhecimentos com parceiros internacionais, as cidades que participam do Programa conduzem a realização de seus objetivos políticos sobre o desenvolvimento urbano sustentável e mudança climática, em conformidade com os acordos globais, como a Nova Agenda Urbana, Desenvolvimento Sustentável Millennium e do Acordo de Paris.

Na América Latina, o programa IUC promove intercâmbios entre 20 cidades da região com cidades europeias. Participam do programa as cidades argentinas de de Buenos Aires, San Justo, Rio Grande e Rosário; no Brasil, Araripina, Belo Horizonte, Benedito Novo, Consórcio ABC, São Leopoldo e Vitória foram as cidades escolhidas. Viña del Mar, Chiguayante e San Pedro de La Paz são as representantes chilenas; na Colômbia, Armênia, Cali, Ibagué, Pereira são as cidades que realizam cooperação e no Peru, Arequipa, Miraflores e Trujillo foram as cidades selecionadas.

A cidade de Buenos Aires, por exemplo, colabora com a cidade de Madri no projeto do IUC. Após as visitas às duas cidades, onde temas como mobilidade, uso e design do espaço público e participação do setor privado, foram traduzidos em propostas de melhoria de ambas as cidades, como o aumento de espaços para pedestres, a melhoria do espaço público através da adaptação de mobiliário urbano e proteção do patrimônio cultural – principalmente fachadas.

As delegações de Buenos Aires e Madri realizaram reuniões no âmbito do programa de Cooperação Urbana Internacional (IUC) da União Européia

 

A cidade colombiana de Ibagué está, no âmbito do projeto IUC, cooperando com a cidade austríaca de Graz em questões como gestão da água, empreendedorismo jovem e agricultura. Depois de visitas em diferentes cidades, as delegações se comprometeram a trabalhar em conjunto sobre tecnologias verdes, mobilidade urbana e empreendedorismo.

As delegações de Ibagué e Graz reuniram-se na Áustria para trabalhar no âmbito do projeto IUC

 

No Brasil, por sua vez, a cidade de Vitória faz um intercâmbio com a cidade espanhola de Sevilha. Ambas as cidades compartilham uma visão semelhante na participação do cidadão, melhoria dos espaços públicos e desenvolvimento econômico. Durante o último mês, uma delegação de Vitória visitou Sevilha, onde representantes de ambas as cidades elaboraram acordos sobre questões como turismo sustentável, gestão de resíduos, gestão de recursos hídricos ou infraestrutura para pequenas e novas empresas, entre outros.

Delegados das cidades de Vitória e Sevilha encontram-se no âmbito do programa do IUC da União Europeia

 

Sobre IUC

 

O Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC) visa apoiar as cidades em diferentes regiões do globo para conectar e compartilhar soluções para problemas comuns no desenvolvimento urbano sustentável, no contexto da Nova Agenda Urbana e da luta contra as Mudanças Climáticas. A iniciativa comunitária gira em torno de três áreas principais: cooperação entre cidades que proporcionará uma plataforma para o intercâmbio de conhecimento e melhores práticas, questões específicas de desenvolvimento urbano, o estabelecimento do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia e para a América Latina, Um programa de intercâmbio entre regiões para estimular o desenvolvimento económico regional através da inovação, competitividade e especialização inteligente.

Sobre IUC-LAC (América Latina e Caribe)

Este é o capítulo para a América Latina e Caribe do programa IUC Global. Com um orçamento de mais de 5 milhões de euros e três anos de duração, serão escolhidas 20 cidades da Argentina, Brasil, Colômbia, Chile e Peru; e 20 regiões da Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, México e Peru para colaborações com suas contrapartes europeias. O Pacto Global dos prefeitos para Clima e Energia será estabelecido em 20 países da região.

 

Return to top of page